Turismo de Bem Estar

Turismo de Saúde - Cura pelas Águas

Turismo de Bem Estar

O turismo de Saúde ou turismo de bem estar, atrai pessoas de todo mundo para o Circuito das Águas desde a época imperial.

As águas minerais do Circuito das Águas foram exaustivamente estudadas e comprovados os seus benefícios à saúde.

Ao todo são mais de 37 fontes de Água Mineral Carbogasosas espalhadas por todo o cirtuito, trazendo ao visitante da região grande contentamento devido a qualidade nos sabores e aromas únicos dessas estâncias hidrominerais.

No Circuito das Águas você pode visitar diversos parques, com fontes de Água Mineral gasosa. Aproveite a estrutura que todo o Cirtuito oferece e estenda sua viagem.

Aqui você encontra sugestões de locais no Circuito das Águas para cuidar de sua saúde.

Depois de escolher seu roteiro, entre em contato com os municípios ou agências do ramo para que tudo saia perfeito no seu passeio., lembrando que turismo de sapude se faz com educação ambiental. Portanto, respeite e ajude a cuidar de nossas unidades de conservação e venha ser feliz no Circuito das Águas.

Seja na água, no ar ou na terra, aproveite a atividade de maneira segura e consciente.

São diversos os tratamentos medicinais alternativos no circuito das Águas, tratamento estes comprovados.

Podemos destacar a cura da Princesa Isabel, que ao visitar uma das estâncias hidrominerais do Circuito, curou-se de uma anemia profunda fazendo uso das Águas medicinais.

Circuito das Águas é turismo, prazer e saúde.

Beba da fonte!

ENCONTRE O TRATAMENTO IDEAL E EXPERIMENTE O CIRCUITO DAS ÁGUAS

Turismo de Saúde 

Os primeiros deslocamentos em busca de soluções para os males físicos remontam às civilizações grega, romana e árabe, e ao uso de águas medicinais principalmente sob a forma de banhos. Na Grécia, os templos chamados “athleticus” eram construídos para banhos aos quais se atribuía a capacidade de curar doenças. Os gregos também iniciaram a utilização de práticas hidroterápicas, acompanhadas de massagens e dietas especiais.

No Império Romano, a população utilizava as termas como forma de repouso e divertimento, e os exércitos para se revigorarem. Os romanos viajavam em caravanas à medida que as termas iam sendo consolidadas, no que se pode considerar as primeiras viagens motivadas pela busca da saúde. No ano 300 havia cerca de mil termas, muitas dessas famosas até hoje, como as de Aix-en-Province e Vichy (França), Baden-baden e Aix-laChapelle (Alemanha).

No século XIX, o volume de deslocamentos para tratamento em estâncias hidrotermais imprimiu caráter turístico a essas viagens. No Brasil, a primeira foi Caldas da Imperatriz, em Santa Catarina, criada em 1813. Hoje, os avanços tecnológicos e a evolução do conceito de saúde, compreendido não mais apenas como a ausência de doenças e sim o completo bem-estar físico, mental e social, levaram à ampliação das possibilidades de tratamento e das interações com a atividade turística, conformando um novo segmento denominado Turismo de Saúde.

A análise dessa evolução, especialmente nas últimas décadas, permitiu a definição de um marco conceitual abrangente, fundamentado em aspectos que se referem à natureza da atividade turística, à motivação do turista, e às características dos equipamentos, dos serviços e do ambiente:

Turismo de Saúde constitui-se das atividades turísticas decorrentes da utilização de meios e serviços para fins médicos, terapêuticos e estéticos

A fim de proporcionar melhor entendimento, são explicados os termos a seguir:

Atividades turísticas

Constituem-se da oferta de serviços, equipamentos e produtos que viabilizam o deslocamento e estada do turista:

• transporte

• operação e agenciamento

• hospedagem

• alimentação

• recepção

• recreação e entretenimento

• outras atividades complementares

Meios e serviços

São os fatores que determinam a escolha do destino. Podem caracterizarse pela prestação de serviços ofertados em equipamentos próprios da área de saúde (hospitais, clínicas, consultórios) e em equipamentos considerados turísticos (spas, balneários, estâncias), e também pela fruição de condições e elementos com propriedades conhecidas como terapêuticas (clima, água, terra, ar)

Fins médicos, terapêuticos e estéticos

Referem-se aos objetivos que motivam o deslocamento, isto é, à busca de determinados meios e serviços que podem ocorrer em função da necessidade de tratamento e cura, de condicionamento e bem-estar físico e mental
Os termos Turismo Hidrotermal, Turismo Hidromineral, Turismo Hidroterápico, Turismo Termal, Termalismo, Turismo de Bem-estar, Turismo de Águas e vários outros podem ser compreendidos como Turismo de Saúde.